You Are Here: Home » Artigos » Você namora ou fica? – PARTE 2

Você namora ou fica? – PARTE 2

A busca

Mas outra pergunta que se faz é: como encontrar a pessoa ideal? Quem pensa em namorar de verdade, tendo como objetivo o matrimônio, deve atentar para duas coisas importantes. Primeiro, deve orar com fé, esperando no Senhor (SI 40.1), pois ele é poderoso para preparar a pessoa certa (Pv 19.14). Ao mesmo tempo, deve procurar (Pv 18.22), porque em tudo, na vida, existe a parte de Deus e a do homem (Pv 16.1). Jesus só faz a sua obra quando fazemos a nossa parte (Tg 4.8; Jo 11.39-44).

Como procurar? O jovem cristão deve ter cuidado com os profetizadores casamenteiros (Ez 13.2,3; Ap 2.20), pois os dons espirituais não servem como parâmetro para uma tomada de posição quanto ao namoro. Suas finalidades são edificação, exortação e consolação ( I Co 14.3). Muitas pessoas são infelizes em sua vida conjugal, porque deram ouvidos a falsos profetas. Namoro é coisa séria. Não se deve permitir que a escolha tenha a interferência de terceiros. Deve-se orar e procurar uma pessoa, segundo os critérios contidos na Palavra de Deus.

Na procura, é necessário buscar qualidades, como a espiritualidade ( I Co 2.14-16; 5.11 ) e a beleza interior (Pv 15.13). Muitos se preocupam demasiadamente com a beleza física, que é enganosa (Pv 31.30). Esquecem-se de que a beleza da alma é a mais importante ( l Sm 16.17) e permanece mesmo com o passar dos anos, enquanto a beleza exterior é ilusória, passageira e morrerá tal como uma flor (Pv 11.22; l Pe 1.24,25).

É preciso se preocupar também com a compatibilidade (Am 3.3). Antes de começar um namoro, deve-se verificar se não há incompatibilidades religiosa, social, etária, cultural etc. A mais perigosa é a religiosa ( II Jo 10,11), pois, considerando que a Bíblia chama os incrédulos de filhos do Diabo  ( I  Jo 3.10), relacionar-se com um significa ter o Diabo como sogro!

Cuidados

Muitos pensam que podem namorar uma pessoa descrente para ganhá-la para Jesus. Fazer isso, no entanto, é o mesmo que se jogar em um poço para salvar alguém que caiu lá. E ninguém faria isso. Deve-se jogar a “corda” do Evangelho para o não crente se salvar, mas sem nenhum envolvimento sentimental. O apóstolo Paulo ensinou que não devemos nos prender a um jugo desigual com os infiéis (II Co 6.14-18).

Que cuidados se deve tomar em um namoro? É necessário ter a preocupação de não exceder nas intimidades (II Tm 2.22). Não é preciso se sentar a um metro de distância nem pedir para alguém ficar entre os dois. Todavia, não se deve confundir carinho com carícias, as quais devem ser guardadas para o casamento (Pv 6.27,28; 20.21). Para isso, é preciso vencer as concupiscências (Tg 1.14,15; I Jo 2.15-17), seja a dos olhos (Gn 3.6; Js 7.21; Mt 6.22,23), seja a da carne ( I Co 6.19,20).

Quanto tempo deve durar o namoro? Nem muito nem pouco. Geralmente, quem se demora no namoro é porque não tem vontade de casar. Alguns, após longos anos, casam, mas não são felizes. O motivo? É possível que o casamento tenha sido ocasionado por pressão, e não por amor verdadeiro. Por outro lado, quem namora pouco tempo não se prepara suficientemente para o casamento e poderá ter problemas sérios de ajustamento conjugal.

Como conduzir o namoro de acordo com a vontade de Deus? Leia sempre a Palavra de Deus (SI 119.105). Ore todos os dias (I Ts 5.17; Jr33.3). Cultive o amor ( l Co 16.14; l3.4-8), pois, sem ele, não há razão para existir namoro. Aprenda a renunciar; não seja sempre o “dono da verdade” (Fp 2.4). Saiba viver em harmonia (Pv 17.1), aprendendo a “dar o braço a torcer” (Pv 15.1). Seja fiel, pois, quem não é fiel no namoro, não o será no casamento. Quem ama de verdade se mantém fiel até o fim (Pv 5.15-20; Ml 2.14,15).

 

Extraído

 

Autor: Ciro Sanches Zibordi

 

Postado por: Pb. Ademilson Braga

Compartilhe!

Deixar um comentário

© Seara de Cristo - Todos os direitos reservados.

Scroll to top