You Are Here: Home » Artigos » Adolescentes » Eu quero e faço – PARTE II

Eu quero e faço – PARTE II

Eu quero e faço – PARTE II

A vontade de Deus

Preste atenção: Em outra oportunidade, veio a Jesus um leproso que disse: “Senhor, se quiseres podes tornar-me limpo. E Jesus, estendendo a mão, tocou-o dizendo: “Quero! Sê limpo!”, Mt 8.2,3. Note que a vontade do homem enfermo estava sendo harmonizada com a
vontade de Deus. O leproso se curvou à vontade de Deus. Ele buscou a vontade de Deus em curá-Io. A fé do crente tem que ser harmonizada com a vontade de Deus!

Em se tratando de vontade, Deus tem prioridade. Sua soberana vontade tem que ser respeitada. Mesmo quando Ele diz não. Nem sempre os enfermos são curados. Nem sempre Deus quer curar, até mesmo um obreiro como aconteceu com Timóteo. O apóstolo Paulo teve que recomendar um remédio natural, lTm 5.23.

Nem sempre Deus quer passar “o cálice”, como aconteceu com o próprio Senhor Jesus (Mc 14.36). Nem sempre Deus quer tirar o “espinho”, como aconteceu com o apóstolo Paulo (II Co 12.8,9). Os motivos porque Deus agiu assim pertencem ao propósito soberano. Entendendo ou
não os motivos, não cabe a nós questioná-los levianamente. Porque, às vezes; explicar a vontade de Deus exige uma ginástica teológica enorme. Sendo que o caminho não é por aí. Confiemos em Deus que é perfeito e sábio em todas as suas decisões.

Coloquemos aos pés do Senhor nossa vontade, nossos ideais. Mas, também, cabe a nós descobrirmos qual é a Sua soberana vontade e, aceita-la.

Deus opera na ação

Deus também opera… no realizar (Fp 2.13b)

Deus opera quando o jovem cristão faz seus projetos para o futuro. Deus opera quando o cristão decide fazer algo e o faz com fé no Deus da providencia e com vontade de ver as coisas acontecendo. Deus opera quando você decide ir ao encontro de seus alvos. Faça sua história de vencedor nessa vida. Isso é possível porque Deus opera no seu querer e no seu realizar!

A iniciativa do jovem cristão o faz andar em direção à sua bênção. Crente sem iniciativa para agir é crente improdutivo. Crente que não tem fé e nem disposição para andar, corre um grande risco de tornar-se um fracasso pessoal e espiritual. Fé isolada, sem ação em busca dos resultados, tem o fundamento mas não constrói paredes. Não se protege com o teto e nunca alarga a sua “tenda” (Is 54.2). Dificilmente atinge seus objetivos.

No primeiro livro de Reis, capítulo 5, lemos a história de um famoso leproso, Naamã. Ele teve a vontade de ser curado e também teve a iniciativa de obedecer às recomendações do profeta. Creu na Palavra do profeta, foi ao rio recomendado, lavou-se sete vezes e atingiu o que queria – ser curado.

Abra o livro de Gênesis. Veja no capítulo 41 e versículo 38 que José no Egito e diante de, Faraó, tinha o Espírito de Deus. É possível que você já conheça essa história. Se não, abra sua Bíblia e leia no livro de Gênesis do capítulo 39 ao 50. É uma história fascinante de como Deus providenciou uma solução para uma nação através da ação de José. As dificuldades econômicas e de provisão de alimentos por que passaria o Egito foram solucionadas pela ação do Espírito de Deus e da disposição de José para o trabalho.

Prevendo o desastre da fome por que passaria o país, José foi colocado como governador do Egito por Faraó. José tomou as seguintes providências: planejou, organizou, estruturou a “máquina do governo.” Acionou os recursos humanos necessários e abasteceu o país satisfatoriamente. Esses procedimentos você encontra em Gn 41.33-37.

José no Egito arregaçou as mangas! Aí foi o momento decisivo de sua conquista. José teve o sonho da prosperidade. Mas não ficou somente no sonho. Ele agiu. Agiu com inteligência e iniciativa. E Deus estava com ele evidentemente. O “realizar” de Deus operou em José. Se Deus não se fizesse presente operando em José na realização do seu sonho, o povo egípcio, certamente, morreria de fome. Por isso, hoje, temos uma das clássicas lições bíblicas em toda a história: Como Deus realiza o milagre da providência!

Conclusão

Talvez você ainda não tenha alcançado seu ideal. Levante-se, tenha ânimo, tenha vontade de que as coisas aconteçam. Mas também tome iniciativas. Use sua inteligência como José fez, e tome as devidas providências conforme seus ideais. Realize seu sonho!

Em tudo Deus opera. Deus está presente no seu querer e no seu realizar. Ele, o Senhor, não deixa você sozinho no seu ideal!

Se Deus operou (esteve presente) nas realizações de Moisés, Esdras, Neemias, Davi, Elias, Salomão e de tantos outros brilhantes servos, Deus também estará operando na sua vida. Realizando seus sonhos.

 

Pr. Ademilson Braga

 

Compartilhe!

Deixar um comentário

© Seara de Cristo - Todos os direitos reservados.

Scroll to top