You Are Here: Home » Artigos » E.B.D » Adolescente » Usando a minha influência

Usando a minha influência

EBD – Adolescentes – EDIÇÃO: 36 – 3º Trimestre – Ano: 2021 – Editora: CPAD

LIÇÃO – 11 – 12 de setembro de 2021

TEXTO BÍBLICO

Ester 4.9-17

DESTAQUE

“Ele gostou dela mais do que de qualquer outra moça, e ela conquistou a simpatia e a admiração dele como nenhuma outra moça havia feito. Ele colocou a coroa na cabeça dela e a fez rainha no lugar de Vasti” (Et 2.17).

LEITURA DEVOCIONAL

Segunda-feira – Et 2.15
Terça-feira – Et 2.10
Quarta-feira – Sl 97.11
Quinta-feira – Et 4.11
Sexta-feira – Et 4.16
Sábado – Et 7.3,4
Domingo – Et 10.3

I. ÓRFÃ E EXILADA DE SEU POVO

Ester era uma jovem muito bonita, seus pais haviam morrido e ela havia sido criada por seu primo Mardoqueu. Este nobre judeu zelava por ela como se fosse sua filha (Et 2.5-7). Ester sofreu por ser exilada de sua terra, de sua nação, dos costumes do seu povo, para uma terra estranha, a fim de servir e conviver com um povo desconhecido. Ester foi uma jovem muito forte e corajosa por sobreviver a tantas coisas. Era jovem como você, com sonhos, planos, complexos e medos. Contudo, a Palavra de Deus nos ensina que Ester se destacava, acima de tudo, pelo seu comportamento e caráter. Era uma serva de Deus!

Uma jovem diferente nomeada rainha

“Ele gostou dela mais do que de qualquer outra moça, e ela conquistou a simpatia e a admiração dele como nenhuma outra moça havia feito. Ele colocou a coroa na cabeça dela e a fez rainha no lugar de Vasti” (Et 2.17). O rei Assuero, um dos mais poderosos da época, havia se decepcionado com Vasti, sua rainha. Porquanto, ela havia se recusado a entrar na presença do rei no dia do banquete. Por este motivo, o rei e seus príncipes ficaram irados e preocupados com a repercussão que a desobediência de Vasti poderia gerar no império. Então, o rei lançou um decreto para que ela nunca mais pudesse entrar em sua presença (Et 1.16-22).

Em seguida, mandou buscar no reino moças virgens, formosas à vista, a fim de que se apresentassem na presença do rei para que este escolhesse uma nova rainha (Et 2.2,3).

Nessa ocasião, Ester também foi levada a fim de concorrer à vaga. Embora se destacasse por sua beleza, a jovem também era diferente por sua postura exemplar. Ela tinha algo especial que chamava a atenção de todos (Et 2.15). Tinha a graça de Deus em sua vida e era temente a Ele. Diante de tantas jovens que estavam com ela, o rei se encantou por Ester e a fez rainha no lugar de Vasti (Et 2.15-18).

II. UMA RAINHA QUE SOUBE USAR SUA INFLUÊNCIA

Agora que Ester vivia ao lado de Assuero como rainha, suas responsabilidades aumentavam dia após dia. Seu prestígio, sua honra e sua influência também eram consideráveis. Talvez, se Ester fosse uma jovem que pensasse somente em si mesma, ela poderia muito bem gozar de todo o luxo e conforto que o reino lhe proporcionava como rainha e viver o resto de sua vida tranquila e sem mais pobreza, desprezo e sofrimento. Isto certamente aconteceria se Ester não fosse chamada por Deus e se não fosse obediente ao Senhor. No reino, havia um homem chamado Hamã, grande inimigo do povo de Deus, que se incomodou com a presença, crescimento e costumes do povo judeu no reinado de Assuero (Et 3.8).

Desde que Ester havia sido designada a apresentar-se perante o rei, seu primo, Mardoqueu — e não tio como popularmente costuma ser mencionado por alguns (cf. Et 2.7,15) — revestido de grande sabedoria, orientou a jovem a não revelar sua identidade como judia até que fosse a hora certa. Esta era uma estratégia divina que seria usada a favor do povo de Deus futuramente. Hamã, tomado por muito ódio, convenceu o rei Assuero a fim de que ele lhe desse a permissão de lançar um decreto para que todo o povo judeu fosse morto, pois seus costumes eram diferentes e não cumpriam as leis reais (Et 3.13).

O grande jejum

A notícia do decreto de Hamã contra o povo de Deus chegou até Ester. Nesse caso, a jovem precisou agir o quanto antes para que pudesse salvar o seu povo dos intentos maldosos de Hamã. Apesar de inicialmente ela ter hesitado (Et 4.12-14). Mardoqueu mandou pedir a Ester que entrasse na presença do rei e clamasse em favor de seu povo. No entanto, havia uma lei que dizia que qualquer pessoa que se atrevesse a chegar à presença do rei, sem ser chamada, deveria ser morta (Et 4.10,11). Então, Ester decidiu fazer um jejum coletivo, com todo o povo judeu, para que fosse ter com o Rei. E assim ela mandou responder a Mardoqueu para que ele reunisse a todos para o jejum (Et 4.16,17).

Após os três dias de jejum absoluto, entrou Ester na presença do rei e, mais uma vez, a Palavra nos diz que ela alcançou graça aos olhos do rei e ele a recebeu em paz. Ela fez um convite para que o rei e Hamã viessem a dois banquetes que iria preparar. Chegado o dia do banquete, o rei perguntou a Ester qual era a sua petição, pois ele lhe daria até mesmo “a metade do reino” (Et 7.2). Nesse instante, Ester não só revelou a sua nacionalidade, como também contou ao rei Assuero quais eram os intentos de Hamã contra o seu povo (Et 7.3-7).

O rei se enfureceu muito contra Hamã e mandou que o enforcassem na própria forca que havia preparado para Mardoqueu, visto que Hamã o odiava (Et 7.8-10). Juntamente com seu primo, Ester alcançou a vitória para todo o povo judeu em todas as províncias do reinado de Assuero. Dessa forma, o nome de Deus foi exaltado e cumpriu-se o propósito na vida da rainha Ester que, com grande sabedoria, usou sua influência para salvar o povo escolhido de Deus.

Você também pode

Querido adolescente, os tempos mudaram bastante desde a época do Antigo Testamento em que Ester viveu, até os dias de hoje. Entretanto, o nosso Deus não mudou e seus princípios continuam os mesmos. O Senhor ainda almeja encontrar os que querem fazer a diferença. Ele ainda procura na terra aqueles que o adoram em espírito e em verdade (Jo 4.19-24). Estamos vivendo um verdadeiro caos neste tempo, mas você ainda pode ser a luz que ilumina o ambiente em meio às trevas. Você, adolescente, ainda pode ser o “diferente” em meio a tantos que imitam o sistema pecaminoso do mundo e querem fazer o que desagrada a Deus. Tenha uma vida orientada pela Palavra de Deus, e seja você também como Ester. Faça a diferença e seja uma bênção!

CONCLUSÃO

Um dia, você vai se tornar adulto, terá uma família e será um profissional. Mas não esqueça: Deus também tem um propósito para você cumprir. Portanto, não desvie nunca a sua mente e o seu coração da Palavra do Senhor. Seja uma boa influência para as suas amizades, sua geração, e alcance muitas vidas para Cristo através do seu testemunho, do seu caráter. Seja como Ester e alcance graça aos olhos de todos quantos conviverem com você (Ef 2.15).

Postado por: Pr. Ademilson Braga

Fonte: Editora CPAD

Compartilhe!

Deixar um comentário

© Seara de Cristo - Todos os direitos reservados.

Scroll to top