You Are Here: Home » Artigos » Redescobrindo o prazer na distribuição de folhetos evangelísticos – PARTE- I

Redescobrindo o prazer na distribuição de folhetos evangelísticos – PARTE- I

Você já pensou que muitos de nós não evangelizamos mais com folhetos? Mas, qual o valor de um folheto? Será que tem alguma serventia ainda utilizarmos essa ferramenta evangelística em pleno século 21? Quantos testemunhos são ouvidos nos cultos por pessoas que foram alcançadas pela leitura de um simples folheto evangelístico? Certamente, você se lembra de algum livro que conta o testemunho de pessoas que foram alcançadas para Cristo através da leitura de um folheto evangelístico. Não podemos negar de forma alguma que em nossos dias não temos falta de variedade de folhetos, pois são ofertados por diversas editoras. Basta agora existir interesse nosso em adquirir tal literatura cristã e distribuir em nossa cidade.

Meus queridos irmãos, voltemos à pratica da distribuição de folhetos que falem da salvação preciosa de Cristo Jesus! A Escritura Sagrada diz em Romanos:

“De sorte que a fé é pelo ouvir e o ouvir pela palavra de Deus” (Rm 10.17). E afirma ainda que devemos voltar ao primeiro amor (Ap 2.4). Vemos em vários lugares pessoas trabalhando na entrega de folhetos que divulgam varias atividades profissionais. E porque não fazermos o mesmo, sendo que divulgando a atividade salvadora do Filho de Deus? Aqui vale salientar uma das atividades do semeador: ele “leva a preciosa semente, andando e chorando”, e que “voltará, sem duvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos” (Sl 126.6).

Quando trabalhei na cidade de Jacaré dos Homens (AL), foram entregues pela igreja centenas de folhetos intitulados “LEIA A BÍBLIA”, preparado por mim com a ajuda do Espírito Santo. Agora, trabalhando numa nova cidade sertaneja e que é patrimônio histórico nacional, Piranhas (AL), propus em meu coração adquirir no mínimo 50 mil folhetos para distribuir a todos que ainda não conhecem a Salvação de Cristo. Que Deus possa despertar lideres para aquisição de folhetos para entregar aos irmãos das igrejas sob suas lideranças. Temos ouvido irmãos lamentarem sobre a falta dessa literatura em suas igrejas por desinteresse de muitos irmãos.

É nesta Última hora que devemos fazer mutirões evangelísticos envolvendo todos da igreja, para se envolverem nesta grande e preciosa empreitada de entregar uma mensagem salvadora via folheto, a quem quer que seja. Através de um folheto, a porta da salvação pode se abrir para alguém aceitar Jesus. Outras podem querer receber visitas periódicas para compreender melhor o plano salvador de Deus. Outras ainda há que nunca pisaram em um templo evangélico, e irão pela primeira vez. Então, porque demorar na entrega do folheto? Vamos convocar o povo de Deus a orar mais, unindo a oração o jejum, visando ao quebrantamento do coração dos não salvos.

Se sua congregação é pequena e não tem meios financeiros para adquirir folhetos evangelísticos, faça cantinas após o culto, envie e-mail a editoras solicitando doação (já fiz isso, e fui atendido), converse com irmãos com mais condições e certamente você obterá bons resultados, pois o maior interessado para ver vidas regeneradas é o Senhor Jesus, que fará o impossível acontecer para o crescimento de Sua Obra.

Uma certa vez, acessando a internet, li algo interessante sobre o valor de um folheto escrito por um irmão chamado Nilson Dimárzio, e que desejo deixar aqui também para a sua reflexão:

“Sebastião Custódio da Silva e Antonio Messias eram bons cooperadores nos trabalhos de evangelização, membros da Igreja em São João da Boa Vista, Estado de São Paulo. Um dos trabalhos que mais apreciavam era o culto de evangelização ao ar livre. Certa vez, estando ambos em Água, cidade próxima, num Dia de Finados, aproveitaram a oportunidade para realizar um trabalho dessa natureza na porta do cemitério. Acompanhados por um grupo de crentes, para lá se dirigiram desejosos de anunciar as boas novas de salvação por meio de Jesus Cristo”.

 

Aguarde continuação – PARTE- II

 

Extraído: Mensageiro da Paz

 

Autor: Pr. Silvio Vinicius Martins

 

Postado por: Pb. Ademilson Braga

 

Compartilhe!

Deixar um comentário

© Seara de Cristo - Todos os direitos reservados.

Scroll to top