You Are Here: Home » Artigos » Ouvindo Deus

Ouvindo Deus

Hoje vamos estudar o sentido da audição e aplicá-lo dentro dos assuntos espirituais. Ouvir a voz de Deus… Como isso é importante! E torna-se mais importante ainda a medida que aprendemos a ouvir a voz de Deus com sensibilidade. Aprender a ouvi-lo é uma das exigências gloriosas na vida crista.

Identificação pelo som

Vivemos em um mundo que se comunica também pelos sons. Ao ouvir o som do contato de corpos solido ou líquido você consegue identificar a característica do elemento. Pela força do impacto, alem de perceber se é água, metal ou madeira que se chocaram, você percebe a força do impacto pelo próprio som emitido.

O som, portanto, tem a finalidade de identificar tipos de situações.

A orquestra que toca, o pássaro que canta, o cair da chuva branda quando você esta na rede da varanda da sua casa, são sons que agradam. E se alguém grita histericamente nos ouvidos numa briga dentro de um ônibus lotado? E o grito de camelô? Duro também de ouvir são buzinas de carros em congestionamento, principalmente quando levam horas para desengarrafar. Nessa hora você só lembra do Salmo quarenta. Paciência… Mas se o telefone da sua casa toca, você atende e ouve o “oi”, você logo sabe que… (grita) “E ela!”.

Identificando a voz de Deus

O profeta Elias estava no Monte Horebe. Estava numa situação difícil porque queriam tirar-Ihe a vida. Por isso, ele estava numa caverna. Deus o chamou para fora da caverna para falar com ele. Deus tinha orientações urgentes para ele. Nisso, veio um forte vento. Depois terremoto e fogo. Deus não se fez ouvir nem pelo vento nem pelo terremoto. Mas Elias soube identificar a voz de Deus em meio a essas situações ofegantes da natureza. Ele ouviu a voz do Senhor independente das virações da natureza l Rs19.9-15.

Os fenômenos da natureza não representam a voz de Deus. O que a Bíblia diz, é que a natureza anuncia as obras de Deus. A natureza revela o criador pela obra de suas mãos, Sl 19.

Identificar a voz de Deus é algo que exige mais que, as funções naturais de audição. É necessário recurso espiritual, como por exemplo, o Espírito de discernimento, I Co 2.13,14. Nessa referencia a Bíblia diz que pelos meios naturais não se compreende o que é espiritual. E, nesse caso especifico, o Espírito de Deus da o discernimento para descobrir se é Deus ou não quem está falando com você. Esse dom capacita a Igreja, pelo Espírito, a identificar de quem é a voz.

Para identificar a voz de Deus é necessário

  • Intimidade: Quanto mais intimo de uma pessoa você vai ficando, mais se tem rapidez e sensibilidade para identificar sua voz I Sm 3.7. Você conhece a voz de seus familiares (pai, mãe, irmão) pela convivência; pela intimidade. É possível que o jovem Samuel conversas-se com Deus diariamente. Quando a Bíblia diz que “Samuel não conhecia ao Senhor” significa falta de familiaridade. Ainda Ihe faltava se acostumar com a Sua voz diariamente. Essa intimidade é algo que se desenvolve no relacionamento. A voz é fácil de identificar quando há intimidade no relacionamento.

A oração leva o crente a ter intimidade com o Senhor. O profeta Daniel tinha esta intimidade “… três vezes ao dia se punha de joelhos, e orava…” Dn 6.10. Os inimigos de Daniel o acharam orando.
Por isso, nem seus inimigos e nem os leões conseguiram destruir esse extraordinário profeta de Deus.

O aprofundamento na intimidade em constante oração com Deus leva o crente a identificar Sua voz.

  • Sensibilidade: Pelo tom de voz dá para descobrir o clima do assunto. Sua mãe entra na sala, vê você agarradinho com sua namorada. Ela fala com você num tom baixo, mas firme, de reprovação: “Filho…” Se você tem sensibilidade em perceber o significado do tom de voz dela, você já sabe. Desagarra de fininho e se compõe no sofá.

Por outro lado, quando seu pai vem falar com você com brilho nos olhos, e chama você com voz de alegria, com certeza e coisa boa.

– Já tenho o resultado do seu vestibular, filhão!

Seu pai não precisa nem concluir. São gritos e pulos na certa. Você já ouviu do seu pai o tom da vitória.

O jovem Samuel reagiu ao chamado como algo importante que tinha que ser dito naquela hora. Pelo tom de voz de quem o chamava, e, considerando a insistência e o horário do chamamento, só podia ser coisa séria. Talvez Samuel tenha pensado: “Se alguém chama justamente na hora de dormir, e porque tem algo muito urgente.” a garoto Samuel sensibilizou-se com o momento da urgência e logo atendeu ao chamado.

 

  • Caráter: Deus chamou Samuel I Sm 3.10. O garoto ouviu chamar seu nome em tom seguro, protetor, grave e sereno. Por essas características da voz divina, Samuel foi logo procurar Eli, o sacerdote que representava a voz de Deus para o povo.

 

A Bíblia fala que basta o som da Sua voz e os ventos e o mar se acalmam Mt 8.26. Basta uma palavra de Jesus que o diabo treme, Lc 8.28.

 

  • Identificação: O sacerdote Eli percebeu, pelas características do chamado, que se tratava da voz do Senhor Jeová. Prontamente o sacerdote orientou o jovem a como ouvi-lo: – Fala que o teu servo ouve – orientou ao jovem ajudante I Sm 3.9. Orientou-o a ouvir com prontidão. Atento ao que Ele tinha a dizer. Afinal, era a voz do Senhor. Era a voz do Senhor Jeová.

 

A forma mais usual hoje que Deus definiu para se comunicar conosco é através dos pregadores, tais como: pastores, professores de Escola Dominical, evangelistas, alguém que é usado em profecia e qualquer pessoa que Deus decida usar no momento necessário Ef 4.11,12.

Deus fala através de seus servos

O modo de comunicação através de seus servos baseia-se na Bíblia.  Rm 10.17 diz: “A fé vem pelo ouvir, e o ouvir pela Palavra de Deus” pregada pelos seus servos. Outras referencias: I Pe 1.19-21; 1 Co 12.28.

  • Do seu compromisso com a autenticidade da sua palavra: I Tm 4.9
  • Da necessidade da aceitação da Sua Palavra: l Trn 1.15
  • Da eficácia da Sua Palavra: Hb 4.12
  • Da procedência divina na Palavra pregada: II Co 4.5

Ouça a voz de Deus

O nosso Senhor Deus está sempre querendo nos dizer algo:

  • Deus usa teu pai para te orientar. Quando a Bíblia fala: “Filhos, obedecei a vossos pais”, significa, antes de tudo, ouvir o que o pai (ou a mãe) tem a dizer .
  • Se o pastor te chama para te aconselhar, ou até mesmo teu amigo da igreja que é um crente exemplar e equilibrado, ouça-os. Eles podem estar a serviço do Espírito de Deus em alguma eventualidade.
  • Quando falta paz no seu coração com relação a alguma decisão, é a voz de Deus avisando sobre alguma coisa. A Bíblia diz sobre isso: “Seja a paz de Cristo o árbitro dos corações”, CI 3.15. Árbitro significa alguém que diz se está certo ou errado sobre algum procedimento.

 

Postado por:  Pb. Ademilson Braga

 

Compartilhe!

Deixar um comentário

© Seara de Cristo - Todos os direitos reservados.

Scroll to top