You Are Here: Home » Artigos » Adolescentes » Aprenda a perdoar

Aprenda a perdoar

O princípio do perdão

Desfrutar de uma amizade pura, sincera e leal é algo maravilhoso. Mas como é triste sofrer uma decepção ou ser machucado por aquele a quem se tem amizade. Quando somos maltratados, nos sentimos pisados e inferiorizados. O coração se enche de ira e desejamos, na maioria das vezes, nos vingar da afronta que sofremos. Porém, a Bíblia nos ensina a perdoar.

Mas, afinal, o que significa realmente perdoar, e o que faz o perdão ser algo tão fundamental nas nossas vidas? A palavra perdoar significa literalmente cancelar ou livrar. O perdão, então, é um ato no qual o ofendido livra o ofensor do seu erro, libertando-o da culpa pelo mal que cometeu. Perdoar é ser misericordioso com quem errou, tratando-o do mesmo modo como Cristo nos tratou. (I Jo 2.12).

Perdoar não é esquecer o mal que nos fizeram, mas cancelar a dívida que o outro contraiu conosco no momento em que nos ofendeu. Dificilmente alguém consegue esquecer os males que sofreu. Porém, quando perdoamos, cancelamos tudo. E mesmo que lembremos do fato que ocorreu, este não terá ação no presente porque já foi cancelado e não produz mais efeitos nas nossas vidas. Perdoar é, sobretudo, superar a dor e aceitar o outro como ele e. Perdoar e amar aquele que nos aborrece.

Perdoar não é uma opção nossa, mas um dever. Cristo nos ensinou que, se não perdoarmos aqueles que nos ofendem, também Deus não nos perdoará (Mt 6.14,15). Perdoar talvez seja a prova mais difícil que tenhamos de passar na nossa trajetória de vida cristã. Devemos sempre praticar o perdão (Lc 17.3,4).

Por que devemos perdoar

Você sabia que o perdão e importante para o bem-estar mental e espiritual? Quem não consegue perdoar continua sofrendo e lembrando-se do mal que Ihe fizeram. E como uma ferida que não pode cicatrizar.

O livro de Provérbios nos ensina a perdoar aqueles que fizeram o mal contra nos (Pv 17.9). Também nos mostra que não devemos retribuir com o mal a ofensa que recebermos (Pv 24.29).

A capacidade de perdoar não é um talento ou um dom que recebemos, mas uma atitude corajosa daqueles que querem agradar a Deus e desejam ter uma vida saudável.

Coisas que impedem o perdão

Por que é tão difícil perdoar ou passar por cima das ofensas e injustiças que cometeram contra nós? Perdoar não é uma tarefa fácil, mas é necessário para que tenhamos paz interior e desfrutemos das bênçãos de Deus. Sabe porque algumas pessoas não conseguem perdoar? Porque existem alguns sentimentos escondidos que predominam no seu coração. Veja alguns desses sentimentos:

Ódio. É um sentimento terrível e destrutivo que precisa ser banido de nossas vidas. Quem dá lugar ao ódio pode chegar à loucura, ou a uma perda total da razão, e cometer coisas absurdas. O ódio impede que a pessoa declare o perdão, por isso, tenha cuidado!
Não deixe que o ódio domine o seu coração, perdoe aqueles que Ihe ofenderem. Deixe que a amor de Deus seja derramado no seu coração (Rm 5.5). Não vale a pena deixar o ódio prevalecer no coração. Isso pode trazer consequências negativas para a vida (Pv 19.11; 24.29).
Auto-piedade. Um outro sentimento destrutivo que impede o perdão é a auto-piedade. Uma pessoa que sente auto-piedade tem dó de si mesma, torna-se “coitadinha” e vítima daquilo que fizeram contra ela. Constantemente lembra-se da ofensa que recebeu e diz: “eu não merecia isso”, “aquela pessoa não tinha o direito de fazer isso comigo”, “sinto-me abatido com o que fizeram comigo”, e assim sucessivamente. Enquanto ficarmos presos ao que fizeram conosco e nos sentirmos vítimas da situação, não conseguiremos perdoar verdadeiramente.
O orgulho. O orgulho também impede que declaremos o perdão. Às vezes ficamos numa posição defensiva achando que só o outro está errado e que é dever dele, e não nosso, de buscar uma reconciliação. Porém, Jesus nos ensinou que devemos tomar a iniciativa de nos reconciliarmos com aqueles que nos feriram (Mt 5.23,24). Não deixe o orgulho prevalecer no seu coração. Vença este terrível inimigo e aprenda a perdoar.
Praticando o perdão. Já imaginou se Deus nos tratasse da maneira como tratamos aqueles que nos fizeram o mal? Ainda bem que o amor de Deus é incondicional. Ele nos ama independentemente daquilo que somos. Ele não diz: “Se você me amar, Eu o amarei”. Ao contrário, Ele nos amou de tal maneira que entregou o seu próprio filho para morrer por nós (Jo 3.16). Precisamos aprender a agir da mesma forma.
A determinação. Para que consigamos superar os males que fizeram contra nós, é necessário que tenhamos determinação para perdoar. Se não determinarmos inicialmente o perdão aqueles que nos ofenderam, não podemos nos livrar dos efeitos negativos daquilo que fizeram contra nós. Mas como podemos determinar o perdão quando ainda sentimos ódio e não esquecemos as ofensas que recebemos? Ainda que o ódio prevaleça em nossos corações, no momento em que tomamos a decisão de perdoar, este será sucumbido pelo que brotará dentro de nós.
O amor. O perdão só é possível quando conseguimos amar. O amor vai alem de um mero sentimento. Amar é ação, é atitude (Pv 25.21 ,22). Quando guardamos ressentimentos e mágoas dentro de nós, fechamos o coração para as bênçãos de Deus. As nossas orações são bloqueadas e nos sentimos vazios (Mt 5.23,24). Mas, quando abrimos o coração para que o amor de Deus seja derramado nele, desenvolvemos a capacidade para perdoar e amar aqueles que nos aborrecem.
A humildade. Para perdoar, também precisamos de humildade. Analise o exemplo: Duas ovelhas resolveram atravessar uma ponte estreita que ligava as duas margens de um impetuoso rio. Ambas iniciaram a travessia num sentido oposto, num mesmo momento, encontrando-se no meio daquela ponte. Ocorreu um grande impasse. Elas não podiam prosseguir, nem tão pouco voltar. No princípio davam cabeçadas uma contra a outra, sem sucesso, até que uma delas resolveu deitar-se e a outra passou por cima dela. Assim, ambas conseguiram atravessar a ponte. Você seria capaz de se humilhar diante de uma pessoa que Ihe ofendeu para restabelecer a paz entre vocês? Ha pessoas que não perdoam por não serem capazes de se humilhar. Às vezes precisamos agir como aquela ovelha, tomando a iniciativa para resolver o problema. Sem o perdão, é difícil nos livrarmos dos obstáculos que nos impedem de termos comunhão com Deus. Por isso aprenda a perdoar. O perdão alivia, diminui o sofrimento e traz paz e renovação de vida.

 

Postado por: Pb. Ademilson Braga

Compartilhe!

Deixar um comentário

© Seara de Cristo - Todos os direitos reservados.

Scroll to top