You Are Here: Home » Artigos » A procura de Jesus

A procura de Jesus

“E tendo Jesus entrado em Jericó, ia passando. E eis que ali havia um homem, chamado Zaqueu; e era este um chefe dos publicanos e era rico. E procurava ver quem era Jesus e não podia, por causa da multidão, pois era de pequena estatura”, Lucas 19.1-3.
Suicídio, violência, separação de casais, dependência das drogas, desespero, depressão, insegurança, angústia e tristeza é o que se observa nos dias atuais. Tudo porque falta o propósito de procurar ver quem é Jesus – o único que pode substituir o suicídio pela vida; a separação de casais pela união; a violência pela mansidão; a dependência de drogas pelo domínio do Espírito, o desespero pelo socorro do céu; a depressão pela libertação e as angústias e tristezas pela consolação e gozo do Espírito Santo.
Zaqueu era um homem abastado. Caso vivesse em nossos dias, certamente teria mansões, dinheiro depositado em bancos, carros do ano, cartões de crédito com altos limites de saque etc. Porém não tinha tranqüilidade, não tinha segurança, não tinha paz e não podia contar com a amizade do povo. Quem sabe não seja este o seu caso?
O chefe publicano ouviu falar muitas vezes a respeito do Mestre, mas pensou que fosse possível preencher o vazio de sua alma nas riquezas. Deu tudo errado. A Palavra de Deus recomenda: “Sem mim, nada podeis fazer”, João 15.5. Zaqueu somente acertou o caminho da vida eterna após encontrar-se com Jesus – a verdadeira riqueza do perdão, do gozo, da segurança, o amigo que não faz acepção de pessoas, nem tem preconceito. Zaqueu enfrentou a barreira, pois a multidão era grande e, em relação aos judeus, era de pequena estatura. Porém, ele partiu com a certeza de fazer a maior e melhor conquista.
Talvez você tenha criticado os crentes que cantam, oram, se reúnem em templos e pregam em ruas e praças. Este  povo já teve um encontro com Jesus. E você? Será que vai perder para Zaqueu? Possivelmente, você enfrenta barreiras como ele, embora diferentes. Contudo, o publicano encontrou a solução para seus problemas em Jesus. Ele subiu numa figueira brava (em vez da videira verdadeira). Quem sabe até não o taxaram de louco? Na verdade, ele estava louco para conhecer Jesus.
Talvez tenham dito Zaqueu roubou tanto que acabou perdendo o juízo. A Bíblia diz que ele era chefe dos publicanos e rico, o que levam alguns comentaristas afirmarem que por isso ele tinha muitas oportunidades de lançar mão dos cofres públicos. Porém, não devemos fazer tal afirmação, pois o versículo 8 declara: “E levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor: “Senhor, eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens, e, se em alguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado.” O pronome “se” denota uma condicional. Entendemos, assim, que Zaqueu buscava o perdão da parte de Deus e o gozo da salvação.
Zaqueu descobriu que toda a sua riqueza sem Cristo nada valeria. Há quem diga que ele se pronunciou dessa ma¬neira por estar emocionado com a presença de Jesus em sua casa, mas Zaqueu, não se considerava salvo. O próprio Jesus fez a seguinte declaração: “Hoje veio a salvação a esta casa, pois tam¬bém este é filho de Abraão. Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que se havia perdido (versículos 9-10).

 

Postado por: Pb. Ademilson Braga

Sobre o autor

Número de posts : 764

Deixar um comentário

© Seara de Cristo - Todos os direitos reservados.

Scroll to top