You Are Here: Home » Artigos » E.B.D » Adolescente » No pecado, um problema

No pecado, um problema

EBD – Adolescentes – EDIÇÃO: 18 – 2º Trimestre – Ano: 2021 – Editora: CPAD

LIÇÃO – 05 – 02 de maio de 2021

TEXTO BÍBLICO

Gêneses 3.1-19

DESTAQUE

“Todos pecaram e estão afastados da presença gloriosa de Deus.” (Rm 3.23)

LEITURA DEVOCIONAL

Segunda-feira – Rm 1,18-32

Terça-feira – Gn 3.6-7

Quarta-feira – Gn 4.8-16

Quinta-feira – Rm 6,12-15

Sexta-feira – Rm 8.20-25

Sábado – Mc 12.30-31

Domingo – Mt 25,31-40

I. A CONSEQUÊNCIA DO PECADO

Quando falamos sobre “Pecado” queremos dizer “errar o alvo proposto por Deus”. Ou seja, escolher o prazer do próprio “eu” em lugar de buscar o objetivo proposto pelo Criador na constituição da raça humana: Glorificar a Deus e buscar a sua justiça. Então todos os tipos de maldades, perversidades e sofrimentos tomaram conta do mundo em que vivemos (Rm 1.18-32).
A Bíblia relata que, após Adão e Eva desobedecerem a Deus, o primeiro homicídio entrou no mundo. Isto é, um irmão matou outro irmão — Caim e Abel (Gn 4.8-16). O que presenciamos de brigas de irmãos ou entre quaisquer outras pessoas da família na atualidade teve início no tempo dos nossos pais, Adão e Eva. O coração das pessoas ficou sem rédeas, pois elas começaram a fazer o que bem entendiam.
Hoje, olhamos ao nosso redor e enxergamos o aumento da violência em nosso país. Você sabia que o número de homicídios entre os jovens é enorme no Brasil? De acordo com uma pesquisa do Unicef (Fundo das Nações Unidas da Infância), realizada em 2012, foram registradas 17 mortes por 100 mil habitantes no relatório. Estamos falando de aproximadamente 15 mil jovens, de até 19 anos de idade, morrendo a cada ano. Este número deixa o Brasil em sexto lugar do mundo onde morrem mais jovens por homicídios. Ficando atrás apenas de El Salvador (27 por 100 mil), Guatemala (22), Venezuela (20), Haiti (19) e Lesoto (17).
A violência sexual entre crianças e adolescentes da mesma forma assola o mundo e, especificamente, a nossa nação. O suicídio também é uma questão grave. Não é baixa a taxa de suicídios entre os adolescentes no mundo e aqui no Brasil. Uma vez constatado o domínio do pecado no mundo, nós precisamos ter o compromisso de conservar a vida. Esta pertence a Deus. E Ele quem a dá e a tira. Não podemos participar de atos de violência e perigo contra a vida.
Ainda hoje desfrutamos das belezas da natureza tais como dos animais, das águas dos rios e dos mares, do ar puro que respiramos, das montanhas, da biodiversidade, etc. Mas a Bíblia diz que, pela sujeição ao homem, a criação também sofre: “Pois sabemos que até agora o Universo todo geme e sofre como uma mulher que está em trabalho de parto” (Rm 8.22). Não queira imaginar a dor de uma mulher ao entrar em trabalho de parto. Sua mãe a sabe bem.
Semelhantemente, a Terra sofre por causa da ação do homem. Na época dos seus pais, os rios não eram poluídos como hoje. Certamente, eles tomaram banho em riachos e cachoeiras que hoje você não pode nem se aproximar. Cuidar do planeta é como zelar pela casa de Deus. Esta casa, o planeta Terra, foi criada por Ele para mim, para você e os nossos filhos. Como entregaremos a Terra para a próxima geração? E bem verdade que um dia o nosso Senhor voltará para restaurar todas as coisas (Rm 8.21-25), mas até lá, como discípulos de Jesus, devemos cuidar da Terra dos nossos dias.

II. O PECADO É UM GRANDE PROBLEMA

O problema do pecado está sobre “o que Deus quer que eu faça?” Aqui, o importante é realizarmos a vontade de Deus. O pecado não pode ser vencido apenas pela vontade humana de vencê-lo. A Bíblia o apresenta para nós como um senhor que domina a vida da pessoa (Rm 6.12-14). Quem não conhece a fé pela graça de Deus em Cristo Jesus, está escravizado por muito tempo pelo poder do pecado. Este poder só pode ser quebrado quando a salvação pela graça de Deus for operada na vida do pecador. E quem convence o pecador desta necessidade é o Espírito Santo, como vimos na lição anterior.
Infelizmente, muitas são as pessoas que não se deram conta da gravidade do pecado. De fato, é um tema incômodo, pois nos mostra quem é verdadeiramente o ser humano longe de Deus. Somente pela fé e reconhecendo que somos pecadores e de que precisamos de um Salvador é que o pecado deixa de ser realidade na vida do ser humano. Retomando a nossa “Troca de Ideia”, diga não às atitudes contrárias a vontade de Deus. Bullying é pecado! Machuca o coração do próximo. Não fomos chamados para fazer o mal a ninguém. Leia em sua Bíblia o que Jesus Cristo ensinou em Marcos 12.30,31. Se quisermos ser tratados com respeito e cordialidade, devemos fazê-lo primeiro. O tempo é muito precioso para o desperdiçarmos com coisas que não glorificam a Deus. Saiba que quando tratamos bem uma pessoa é a Jesus que tratamos (Mt 25.31-40). Quando oferecemos o ombro amigo para uma pessoa que precisa é a Jesus que oferecemos. O Senhor Jesus pode ser encontrado na vida de um necessitado ou na de um colega que precisa de um suporte, uma força para seguir em frente.

RECAPITULANDO

Na aula desta semana vimos que o pecado nasceu no Paraíso onde habitavam os nossos primeiros pais, Adão e Eva. Aprendemos que o pecado significa “errar o alvo proposto por Deus”, sair do plano diretivo que o Senhor traçou para a humanidade. Vimos que o pecado de Adão e Eva foi a porta de acesso para a violência, o sofrimento e o caos na Criação, trazendo profundas consequências para os seres humanos. Compreendemos que, para além do caos que o pecado causou à sociedade, acolher o pecador ainda é a tarefa fundamental da Igreja de Cristo.

Postado por: Pr. Ademilson Braga

Fonte: Editora CPAD

Compartilhe!

Deixar um comentário

© Seara de Cristo - Todos os direitos reservados.

Scroll to top