Connect with us

Adolescente - CPAD

Criados à imagem de Deus

Publicado

em

EBD – Adolescentes – EDIÇÃO: 52– 1º Trimestre – Ano: 2022 – Editora: CPAD

LIÇÃO – 01 – 02 de janeiro de 2022

TEXTO BÍBLICO

Gênesis 1.26-31

A MENSAGEM

“Assim Deus criou os seres humanos; ele os criou parecidos com Deus. Ele os criou homem e mulher.” Gênesis 1.27.

LEITURA DEVOCIONAL

Segunda-feira – Gn 2.7
Terça-feira – Rm 10.12
Quarta-feira 1 -Co 3.16
Quinta-feira – Sl 128.1-3
Sexta-feira – Mt 19.5, 6
Sábado – Sl 104.5-12

I. A CRIAÇÃO DA VIDA HUMANA

  1. Façamos o ser humano
    Deus já havia criado todas as coisas para recepcionar o seu maior e mais esperado projeto: o homem e a mulher. Durante a criação do mundo, Deus já tinha feito obras maravilhosas apenas com a sua Palavra; Ele disse “haja luz”, “que a terra produza”, “haja luzes no céu” e tudo ocorreu conforme o seu poder (Gn 1.3,11,14). Porém, quando formou as pessoas, não houve ordens, como anteriormente. O Deus Trino (Pai, Filho e Espírito Santo), em perfeita unidade, decidiu: “Agora vamos fazer os seres humanos” (Gn 1.26a). Assim, Ele nos formou como a coroa da criação. A origem da vida para muitos é tida como um mistério, mas nós sabemos que ela começou através da ação poderosa do nosso Deus!
  2. A imagem de Deus no Ser Humano
    A primeira compreensão que você deve ter é que a ‘semelhança de Deus’ impressa no homem NÃO é uma característica física. Ou seja, os elementos presentes na existência da humanidade que aludem à imagem de Deus são espirituais, psíquicos e morais. Mas o que isso quer dizer?
    Bom, no início, antes do pecado, o ser humano era plenamente santo e justo, como um reflexo no espelho do seu Criador. Após a queda do homem em pecado (Gn 3.6,7), essas características foram desfiguradas e só podem ser restauradas por meio da salvação em Cristo. Entretanto, há outras características nos seres humanos que permaneceram após a queda e que também representam a imagem de Deus. Essas características diferenciam a humanidade de todo o restante da criação. Conheça algumas delas:
    • A capacidade de adorar, orar e estar em comunhão com Deus;
    • A consciência de existência, a racionalidade, a capacidade de pensar;
    • O livre-arbítrio, o poder de fazer escolhas, de se arrepender e mudar de vida;
    • O senso moral, isto é, saber diferenciar o certo do errado;
    Entender que fomos feitos à semelhança do Criador nos dá a base necessária para a construção da nossa identidade. É assim que o Senhor quer que você se veja e entenda o seu grande valor.
  3. A autoridade sobre a Criação
    A imagem de Deus no ser humano também se expressa na autoridade recebida sobre a Criação. No início era assim: não importava quão ferozes e fortes ou sagazes os animais fossem, Adão e Eva teriam domínio sobre eles. Hoje, a humanidade continua tendo autoridade sobre o planeta, a fauna e a flora. Entretanto, é preciso que se compreenda que o Senhor delegou autoridade para uma gestão responsável, visando a preservação da vida (Gn 1.28,29).

II. A BENÇÃO E OS PROPÓSITOS DE DEUS

Deus, após concluir toda a sua obra criadora, derramou bênçãos sobre os seres vivos, que estavam interligadas com seus propósitos para a humanidade. Vejamos:

  1. A Frutificação
    Adão e Eva receberam a bênção da fertilidade: eles poderiam gerar filhos (Gn 1.28). É importante destacar que essa benção também foi liberada sobre os animais e plantas, que também foram criados com potencial para frutificar e serem abençoados para este fim (Gn 1.11, 12, 22).
  2. A Multiplicação
    A segunda determinação de Deus ao primeiro casal foi a multiplicação (Gn 1.27, 28). Ou seja, a bênção da frutificação não deveria ser interrompida nas gerações seguintes para que eles tivessem muitos descendentes. Hoje existe no planeta mais de 7 bilhões de pessoas, apesar da violência dos homens, das inúmeras guerras e pestes que assolaram a humanidade em todos os séculos. Isso comprova que a bênção do Senhor manteve os homens e mulheres se multiplicando sobre a Terra desde o princípio dos tempos.

3.O Povoamento da Terra
          Com a multiplicação das pessoas, o Senhor anelava que elas povoassem a Terra, de forma a                disseminar a espécie humana em todos os lugares, ambientes e climas distintos. Por isso, Deus “os abençoou, dizendo:
— Tenham muitos e muitos filhos; espalhem-se por toda a terra e a dominem. E tenham poder sobre os peixes do mar, sobre as aves que voam no ar e sobre os animais que se arrastam pelo chão” (Gn 1.28).

III. A CRIAÇÃO DA FAMÍLIA

Você sabia que a família é uma criação de Deus? Vamos ver como e por que Ele a criou:

  1. Proteção contra a solidão
    Logo no início, Deus viu que não era bom que Adão estivesse sozinho (Gn 2.18). A solidão não faz bem para ninguém. O ser humano precisa se relacionar e por isso Deus criou a companheira perfeita para Adão. Podemos imaginar a surpresa que foi para ele encontrá-la no jardim.
  2. Uma companheira singular
    É importante entender o papel da mulher na criação. Ela não foi feita inferior ao homem, mas como semelhante. Eva veio para ser uma ajudadora (Gn 2.18). Junto a Adão, ela iria cumprir um grande propósito divino: a formação da família.
  3. A primeira família
    Adão, Eva e seus filhos formaram a primeira família humana. E nesse relato bíblico há um grande ensinamento. O fato de Eva ter sido criada a partir de Adão, (v. 23), constitui um dos princípios essenciais do casamento, em que o homem deverá deixar pai e mãe e se unir à sua mulher para, assim, ambos serem uma só carne (v.24).

CONCLUSÃO

Todas as coisas vieram à existência por meio da Palavra de Deus. Mas, em relação à criação da humanidade, o Senhor entrou em ação e formou do pó da terra um corpo físico e, soprando em seu nariz, deu-lhe o fôlego de vida! E não parou por aí, pois Ele fez as pessoas conforme Sua imagem e semelhança, dando ao ser humano a capacidade de pensar, avaliar, planejar, desejar, criar, sentir, amar e escolher. Deus deu aos seres humanos poder e domínio sobre toda a Terra e os presenteou com a bênção do casamento e da fertilidade. O ser humano é parte de um projeto perfeito!

Postado por: Pr. Ademilson Braga

Fonte: Editora CPAD

Compartilhe!
Clique aqui para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais lidos

Copyright © Seara de Cristo - Todos os direitos reservados