Connect with us

Adultos - Betel

A realidade do milênio

Publicado

em

EDIÇÃO: 126 – 2º Trimestre – Ano: 2022 – Editora: BETEL

LIÇÃO – 11 – 12 de junho de 2022

TEXTO ÁUREO

“E foi-lhe dado o domínio, e a honra, e o reino, para que todos os povos, nações e línguas o servissem; o seu domínio é um domínio eterno, que não passará, e o seu reino, o único que não será destruído.” Daniel 7.14

VERDADE APLICADA

Viver sob o governo de Cristo será mais uma demonstração do real significado da existência humana e de um viver com qualidade.

TEXTOS DE REFERÊNCIA

Daniel 2

44- Mas, nos dias destes reis, o Deus do céu levantará um reino que não será jamais destruído; e este reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá todos estes reinos, e será estabelecido para sempre.
45- Da maneira como viste que do monte foi cortada uma pedra, sem mãos, e ela esmiuçou o ferro, o cobre, o barro, a prata e o ouro, o Deus grande fez saber ao rei o que há de ser depois disto; e certo é o sonho, e fiel a sua interpretação.

Daniel 7

27- E o reino, e o domínio, e a majestade dos reinos debaixo de todo o céu serão dados ao povo dos santos do Altíssimo; o seu reino será um reino eterno, e todos os domínios o servirão e lhe obedecerão.

LEITURAS COMPLEMENTARES

Segunda-feira – Is 2
A glória futura do verdadeiro Israel.
Terça-feira – Is 62
A glória de Jerusalém.
Quarta-feira – Zc 14.9
Jesus é o Rei de toda a terra.
Quinta-feira – Jo 1.3
Jesus é a figura central do mundo.
Sexta-feira – Fp 2.11
Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai.
Sábado – Ap 20.1-6
Os fiéis reinam com Cristo.

INTRODUÇÃO

Com o fim da batalha do Armagedom, se iniciará um tempo sem igual na história. Cristo implantará Seu Reino sobre toda a terra. Todas as nações, povos e línguas estarão sob o governo justo do Emanuel (Mt 1.22,23).

 I – TEMPO DE PROFUNDA E AMPLA TRANSFORMAÇÃO

O mundo viverá um tempo sem igual de restauração e paz com o fim da Grande Tribulação. Toda a destruição e caos vistas na última das setenta semanas de Daniel darão lugar a um período de real crescimento, segurança e prosperidade para a humanidade. O período do milênio será uma amostra ao homem do que será a eternidade com Cristo.

1- Satanás é preso por mil anos. No capítulo dezenove do Apocalipse vimos o juízo divino sobre o Anticristo e Falso Profeta: “Estes dois foram lançados vivos no ardente lago de fogo e de enxofre.” (Ap 19.20). Agora chegou a vez de Jesus tratar Satanás. No livro de Jó vemos o diabo a “rodear a terra e passear por ela” (Jó 1.7). Mas com a segunda vinda de Cristo ele será preso por mil anos: “Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos.” (Ap 20.2). O mundo viverá algo inédito, mil anos sem nenhuma atividade satânica. Somos informados o porquê: “para que mais não engane as nações” (Ap 20.3). Hoje, embora Satanás esteja solto e atuando no mundo com seus demônios, nós recebemos poder de Cristo para em nome dEle desfazer todas as obras do diabo. Este poder está acessível agora mesmo ao que crê (Mc 16.17; Lc 10.19).
2. A partir de Jerusalém, Jesus governará o mundo. As promessas feitas a Abraão com relação à terra e à sua semente (Gn 12.1-3) e a Davi com relação ao seu trono e seu reino se cumprirão no milênio (II Sm 7.16). Jerusalém será a capital mundial do governo do Senhor Jesus: “Naquele tempo, chamarão a Jerusalém o trono do Senhor, e todas as nações se ajuntarão a ela, ao nome do Senhor, a Jerusalém; e nunca mais andarão segundo o propósito do seu coração maligno.” (Jr 3.17). Os povos da terra subirão a Jerusalém e de lá sairá a lei para os povos: “E virão muitos povos, e dirão: Vinde, subamos ao monte do Senhor, à casa do Deus de Jacó, para que nos ensine o que concerne aos seus caminhos, e andemos nas suas veredas; porque de Sião sairá a lei, e de Jerusalém a palavra do Senhor.” (Is 2.3) Hoje, cristãos de todo o mundo viajam a Israel e pisam em Jerusalém, lembrando do passado bíblico inesquecível deste lugar, sem se darem conta de que estão pisando não apenas no passado, mas também no futuro.
3. Jesus, o Rei universal. No milênio Jesus governará sobre todo o mundo. Há várias passagens na Bíblia que mostram isso, mas uma, sem dúvida, é emblemática: a estátua que Nabucodonosor viu em sonho: “Tu, ó rei, estavas vendo, e eis aqui uma grande estátua; esta estátua, que era imensa, e cujo esplendor era excelente, estava em pé diante de ti; e a sua vista era terrível.” (Dn 2.31). Deus mostrou o futuro do mundo sob os impérios gentílicos, identificados metaforicamente com os diversos materiais – ouro, prata, bronze, cobre, ferro e barro. Cada um com suas características, porém todos passageiros (Dn 2.32-43). Daniel, no final de sua interpretação do sonho, diz: “Mas, nos dias destes reis, o Deus do céu levantará um reino que não será jamais destruído; e este reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá todos estes reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre.” (Dn 2.44). O cristão, ao andar em obediência à Palavra de Deus, já vive sob a autoridade de Cristo e sente as bênçãos deste Rei amoroso.

II – DEFINIÇÃO DO MILÊNIO

Milênio é um período de mil anos. Seis vezes encontramos no capítulo 20 de Apocalipse a referência a este período de tempo (Ap 20.1-7). É o tempo no qual Satanás será amarrado e lançado no abismo (Ap 20.3) e o Senhor Jesus governará triunfante sobre toda a terra.

1. Derramamento pleno do Espírito Santo. “E há de ser que, depois, derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos mancebos terão visões.” (Jl 2.280. Esta conhecida profecia de Joel é mencionada por Pedro no dia de Pentecostes, como se cumprindo naquele momento (At 2.16-21). Desta forma, fica claro que esta profecia começou a se cumprir, no mundo, no derramamento do Espírito na Igreja. Mas no milênio toda a terra verá esta profecia se cumprindo. Será um reino terrestre, mas de profundo caráter espiritual, onde os santos têm comunhão e a apatia espiritual e frieza para as coisas de Deus darão lugar a um fervor genuíno e amor a Deus por toda a parte. Enquanto este tempo não chega, cabe ao cristão buscar de todo coração ter uma vida cheia do Espírito Santo (Ef 5.18).
2. O tempo da manifestação do Rei. O Senhor Jesus é a figura central do mundo (Jo 1.3). Nada teria real significado na vida sem Jesus, o milênio não é exceção. Ele é o “sol da justiça” e tudo gira ao Seu redor (Ml 4.2). Em Sua segunda vinda, Cristo é o filho de Abraão e tem direito sobre todo o território de Israel (Gn 17.8; Mt 1.1; Gl 3.16). É também o filho de Davi, sendo assim o herdeiro por direito ao trono e ao governo (Is 9.7; Mt 1.1; Lc 1.32-33). O Filho do homem mostra Seu poder de estabelecer e exercer o juízo: “E deu-lhe o poder de exercer o juízo, porque é o Filho do homem.” (Jo 5.27). Ele é o Rei de toda a terra (Zc 14.9; Fp 2.10).
3. O reino de justiça do Messias. No mundo de hoje não são poucos os escândalos por corrupção, assassinatos e violência que muitas vezes ficam impunes, causando revolta e desânimo. Porém no milênio não mais haverá injustiças. Será estabelecida na terra a justiça de Deus. O Rei é o sol da justiça (Ml 4.2); Seu Reino trará justiça aos povos (Is 51.5). Neste tempo, Jerusalém, capital do governo de Cristo, será conhecida como “cidade de justiça” (Is 1.26). O mundo dirá: “Dizei entre as nações: O Senhor reina; o mundo também se firmará para que se não abale. Ele julgará os povos com retidão.” (Sl 96.10). Por isso aprendemos na oração que Jesus nos ensinou como modelo, a dizer: “Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu” (Mt 6.10).

III – CARACTERÍSTICA DO MILÊNIO

O mundo viverá seu ápice em todas as áreas por ocasião do milênio. Mudanças significativas e profundas serão vistas, por exemplo, no reino animal, onde acabará a ferocidade dos animais e estes ficarão mansos (Is 11.6). Na existência humana, as enfermidades serão banidas e teremos um mundo sem epidemias e pestes (Is 35.5-6). A sociedade experimentará os benefícios de fazer parte do reino de Deus.

1. Armas viram instrumentos agrícolas. No milênio, todo gasto com poderio militar será revertido para a produção de alimento e bem-estar. Sob o governo de Cristo, não veremos mais nação se levantando contra outra nação para guerrear. Um tempo único e singular para a humanidade, que viu ao longo da sua história muitas guerras e conflitos que resultaram em sofrimento, fome e muitas mortes: “E ele exercerá o seu juízo sobre as gentes e repreenderá muitos povos; e estes converterão as suas espadas em enxadões, e as suas lanças, em foices; não levantará espada nação contra nação, nem aprenderão mais a guerrear.” (Is 2.4; Mq 4.3). Um dos títulos de Cristo visto pelo profeta Isaías terá seu cumprimento pleno no milênio: “Príncipe da paz” (Is 9.6). Esta paz que excede todo o entendimento está disponível aos que servem a Cristo, que mesmo nas mais difíceis situações podem gozar da paz de Deus (Sl 4.7-8; Jo 14.27; Fp 4.7).
2. O homem voltará a viver muitos anos. Quando Deus criou o homem, o criou para viver para sempre. Por causa do pecado a morte entrou no mundo (I Co 15.21). Mas no milênio, a Bíblia parece mostrar que, assim como ocorreu no período anterior ao dilúvio, os homens voltarão a viver de forma prolongada (Is 65.22). Se o pecado e a ação demoníaca limitaram e reduziram a existência humana, a ausência de Satanás e a presença redentora de Jesus na terra, certamente darão ao homem um novo tempo no que tange à existência, sua duração e qualidade.
3. Toda terra será cheia do conhecimento do Senhor. “Não se fará mal nem dano algum em todo o monte da minha santidade, porque a terra se encherá do conhecimento do Senhor, como as águas cobrem o mar.” (Is 11.9). No milênio o conhecimento sobre Deus e a Sua Palavra revolucionará as ciências e saberes. Teorias como a evolução das espécies, que mostram o homem surgindo como uma evolução natural do macaco, serão abandonadas. Ideologias nefastas, que destroem princípios e valores caros à humanidade, como a ideologia de gênero, serão substituídas por um conhecimento e saber que ficou limitado ao homem por causa do pecado. Imagine as descobertas científicas, revolução tecnológica e produção de conhecimento que acontecerão no milênio!

CONCLUSÃO

 O milênio é uma demonstração ao homem de que servir a Deus e andar segundo a Sua Palavra traz prosperidade, segurança e realização plena. Cabe ao cristão, hoje, tirar disto a lição sobre a relevância de perseverar em Cristo, pois há propósito de Deus para o Seu povo além da vida na presente era

Postado por: Pr. Ademilson Braga

Fonte: Editora Betel

Compartilhe!
Clique aqui para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais lidos

Copyright © Seara de Cristo - Todos os direitos reservados